BURBERRY- A BRITÂNICA MARCA QUE CRIOU O TRENCH COAT

Burberry

Toda quinta-feira publicamos um artigo com o tema de alguma grife icônica. Achamos importante deixar esse espaço para a história da moda. Importante para quem deseja trabalhar ou já trabalha com moda, estar ciente do caminho percorrido por essas grifes até chegarem ao topo. É importante não esquecer que nada é impossível, já que nenhuma delas começou de cima. Hoje vamos falar da Burberry, a britânica marca que criou o trench coat que tanto amamos!

A Burberry foi fundada em Basingstoke no ano de 1856. Ficou conhecida a princípio, por suas roupas para práticas esportivas. A marca hoje comercializa peças de roupas, sapatos, bolsas, acessórios e perfumes, tendo como principal produto, o famoso trench coat com forro em tecido xadrez. Esse mesmo que você conhece e deseja. 9 entre 10 mulheres sonham em ter um.

Burberry

Como tudo começou

Para entender a marca e o seu conceito, é necessário saber como tudo começou e para isso vamos ao ano de 1856, quando o jovem Thomas Burberry, na época com 21 anos, abriu uma pequena loja na cidade de Basingstoke- Hampshire, na Inglaterra.

A loja, mesmo modesta, já tinha uma característica diferenciada que era o perfeccionismo. Até porque estamos falando de uma marca britânica, não existe um povo mais disciplinado.A loja atuava dentro de um nicho apenas, atendida aqueles que buscavam roupas esportivas para pesca e caça.

O jovem Thomas, se preocupava bastante com a qualidade das peças que vendia, o que passou a chamar a atenção dos consumidores ingleses. Como toda boa marca, não poderia faltar um produto que explodisse e levasse a marca a fama! Foi aí que nasceu o tecido chamado gabardine, no ano de 1879.

Burberry
Thomas Burberry

Para quem ainda não conhece o gabardine, trata-se de um tecido impermeável, extremamente resistente, ideal para ser utilizado nos dias de chuva. Foi sucesso, afinal chove muito na Inglaterra.

Chamou muito a atenção dos consumidores, a forma como o tecido caía bem ao corpo, sem nenhum incômodo, principalmente para quem vivia no mar.

Live
O gabardine visto em zoom. É um tecido encorpado, porém com toque macio

Em 1891, Thomas resolveu abrir uma loja maior e dessa vez usando seu nome: Thomas Burberry & Sons, inaugurada na popular região de West End, em Londres.

Como o Gabardine foi um sucesso e nessa época já estava bem popular, Thomas foi convocado pelo exército britânico para desenvolver um casaco para os oficiais militares, que viria a ser o antecessor do famoso Trench Coat (quer dizer casaco de trincheira).

Live
Gabardine – O tecido revolucionário na guerra

Já em 1909, Thomas inaugurou sua primeira loja em Paris, a primeira fora da Inglaterra. Observe o salto que ele deu, visto que Paris é a capital mundial da moda.

Equipado com barracas e roupas que foram desenvolvidos especialmente pela Burberry (em 1911), o explorador norueguês Roald Amundsen, ficou famoso internacionalmente por ter sido o primeiro a pisar no Polo Sul, junto com sua equipe.

Em 1914, Thomas Burberry foi novamente convidado a adaptar suas criações de guerra. Aqueles casacos do século passado, passariam a ser novamente utilizados pelos soldados durante o combate.

 Burberry
Roald Amundsen e sua equipe em expedição para o polo sul com roupas criadas pela Burberry.

Nesse novo modelo repaginado, as dragonas que exibiam as patentes dos oficiais, foram sobrepostas ao peito para uma maior proteção e visibilidade.

Na parte das costas, Thomas colocou uma proteção contra a chuva, impedindo que o corpo entrasse em contato com qualquer parte molhada. E foi assim que nasceu o Trench Coat, por quem tanto suspiramos…

É simplesmente impossível falar da Burberry sem citar o Trench Coat. Trata-se de um casaco muito resistente, que além de proteger bastante contra o frio e a chuva, ainda é lindo e extremamente elegante.

Live
O Trench Coat, o casaco tão amado no passado e no presente

Só para você ter uma ideia, meio milhão de soldados ingleses utilizaram o modelo durante o período de guerra e junto o casaco virou febre também nas cidades sendo desejado e usado pelos civis. O sucesso foi tão grande… Até o final da década, os casacos da Burberry eram vistos desfilando por várias cidades.

No ano de 1919, o rei George V passou a ser um admirador da marca. Acabou incorporando-a em seu guarda-roupa. Esse super fã da realeza, ajudou muito na divulgação da Burberry pelo mundo.

Até que na década de 20, o tradicional tecido xadrez (composto nas cores branco, bege, vermelho e preto) foi introduzido ao trench coat como forro do casaco. Em 1924, Thomas patenteou esse xadrez sendo de exclusiva utilização da Burberry. O trench coat forrado com o tecido xadrez, se tornou um casaco de luxo, elegância e sofisticação.

Live
Esse é o xadrez patenteado pela marca. Podemos vê-lo em todos os produtos da grife. Senão por fora das peças, no forro. Nos perfumes por exemplo, ele aparece nas embalagens…

Passou a ser usado por políticos, estrelas de cinema e ganhou ainda mais fama, quando usado pelos atores Ingrid Bergman e Humpherey Bogart no filme Casablanca.

Também esteve presente na tradicional cena do beijo sob a chuva do filme Bonequinha de Luxo, interpretada pelos atores Audrey Hepburn e George Peppard.

Live
Audrey Hepburn e George Peppard, na cena do filme Bonequinha de luxo onde Audrey usou o trench coat da Burberry

Em 1955, a Burberry ganhou o Royal Warrant, que é uma das premiações mais cobiçadas pelos comerciantes e pelas marcas, sendo concedido por ninguém menos que a Rainha Elisabeth II. Que prestígio!!

Live
Royal Warrant – Marca de excelência e qualidade

Em 1989, passou a fornecer roupas para o Príncipe Charles. A marca elevou seu nível ao topo do mercado de moda internacional.

Claro que a marca já estava conhecida em outros continentes, mas o processo de internacionalização ganhou força em 1970, quando ela passou a expandir sua marca abrindo lojas físicas em outros países. A primeira loja e uma das mais importantes, foi a loja âncora inaugurada em Manhattan.

live
Essa é a loja de Chicago. Que luxo o xadrez compondo a fachada do prédio

Mas nenhuma história é feita só de flores e vitórias. Depois do século XX, a marca passou a ficar perdida dentro desse mundo tão acelerado e fashion, estando muito ligada a um público mais seletivo e mais maduro, de mais idade. 

As lojas da marca, passaram a não fazer estoque dos seus próprios produtos… Acreditava-se que a marca abriria falência. Só que a partir de 1997, a Burberry começou a dar uma guinada.

Quando tudo parecia estar afundando, a GUS, detentora do maior número de ações da Burberry, convidou Rose Marie Bravo para ser a executiva da marca em uma das suas unidades.

Live
Rose Marie Bravo

A partir de 1997, começamos a encontrar uma nova Burberry. A marca se atualizou, abriu seu leque de produtos, se modernizou e ficou totalmente fashion. Uma de suas primeiras providências a ser tomada, foi o convite para que o ex-estilista da Jil Sander, Roberto Menichetti, viesse para a grife. Ele não só aceitou o convite, como deu início a uma nova coleção Burberry.

Em 1998, o estilista lançou a coleção Burberry Prorsum. A coleção trazia aquilo que era clássico e de sucesso, só que com um novo olhar, uma nova repaginada! Passou a trazer mais cores, a sobrepor peças, a brincar com os estilos diferentes.

Live
Kate Moss

Nessa mesma época, Kate Moss foi contratada para o time Burberry, sendo a cara oficial da marca, causando um verdadeiro rebuliço no mundo na moda ao aparecer de biquíni com a estampa tradicional… E claro não poderia deixar de impulsionar também o clássico Trench Coat.

E qual foi o resultado de todas essas ações inteligentes? Elas não perderam o seu público consumidor fiel, mas passou a agradar uma nova geração que seguia outros parâmetros e tinha novos desejos. Ganhou o público jovem e antenado com a moda.

Thássia
Thássia Naves, é uma das blogueiras e celebridade Brasileira, que ama as peças da grife e tem em seu armário, o icônico trench coat.

A marca que antes era vista só nos mais idosos, hoje está no corpo das mães, das filhas e em alguns casos, passa até para a quarta geração da família, tendo em vista a criação da linha Infantil Burberry.

Live
A Burberry com sua linha infantil

Nos anos 2000, foi a vez do estilista britânico Christopher Bailey, aceitar o convite de ir para a Burberry, após ter se despedido da Gucci. A partir daqui, a marca retoma o processo de internacionalização e abre novas unidades em outras cidades e países como: Berlim, Los Angeles, Barcelona, Düsseldorf e Nova York.

Nas coleções seguintes, o estilista trouxe novos conceitos…um visual mais casual. Para que esse plano desse certo e a marca não “quebrasse”, misturar o tradicional com o moderno foi importantíssimo, principalmente para que a Burberry continuasse no mesmo patamar, o patamar da elite.

Dois ícones de diferentes gerações de modelos inglesas e a nova Burberry cheia de cores

É verdade que as roupas apresentadas nos desfiles vendem pouco, mas elas servem de inspiração para muitas marcas e linhas que rendem mais dentro da própria Burberry, como por exemplo a Burberry London, que é uma linha muito mais popular; a Burberry Black Label, que trás uma pegada mais contemporânea; ou ainda a Burberry Brit, que segue um padrão mais casual.

Live
A grife repaginada e toda colorida

Essas linhas apareceram, foram criadas por Rose Marie, assim como os acessórios da marca (sapatos, óculos de sol, bolsas de luxo, linha infantil, lingeries sensuais, perfumes) que antes também não estavam presente no rol de produtos da marca.

Live
Alguns dos produtos que entraram para a lista de produtos comercializados pela grife

Assim como outras marcas, a Burberry também começou a vender através da internet. Começou pelos Estados Unidos em 2005, no ano seguinte passou a vender no Reino Unido e em 2007, conseguiu abranger toda a Europa.

Recentemente, a marca voltou aos holofotes da moda com a Bolsa Knight Bag, que vem toda trabalhada em couro preto, salpicada com metal em sua superfície e possuindo um fecho lateral.

Live
A Bolsa Knight Bag

E foi assim, através de muita inspiração e trabalho duro, que a marca inglesa transformou o que estava esquecido em uma das peças chaves de qualquer guarda-roupas, fazendo com que a marca fosse renomada mundialmente, se tornando uma das mais valiosas do mercado. 

Live
Dois dos muitos modelos de bolsas vendidos pela marca nos dias de hoje

Atualmente, além do icônico trench coat, outros acessórios da marca são feitos de gabardine. Um artesão da marca, demora cerca de um ano para aprender todas as técnicas necessárias para conseguir fazer um trench coat perfeito.

São necessárias 180 pequenas costuras só no colarinho, para que o mesmo crie uma curva fluída e que fique posicionada perfeitamente no contorno da gola do casaco.

Live
A nova Burberry

Cortado de forma cuidadosa, o forro xadrez é pregado no casaco de forma a deixar a estampa xadrez assimétrica. Cada uma das linhas que compõe o design, é assimétrica e possui o design contínuo, deixando claro todo o cuidado da alfaiataria ao produzir, MANUALMENTE os casacos. 

Abaixo, um mimo nosso para alegrar seu coração. A linda Títi ( Chissomo, Títi é seu apelido), filha do casal de atores Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank, veste Burberry para a capa da Bazaar Kids. É linda demais!! Tão pequena ainda e cheia de pose de modelo. Essa vai longe, se Deus quiser e Ele quer!! 

Live

Vida longa a Burberry e a todo esse capricho da marca com suas peças. Um trench coat Burberry, é uma verdadeira obra de arte. 

Bom, agora você já pode dizer que é uma conhecedora de todos os detalhes dessa tradicional marca britânica. Esperamos que tenha curtido o artigo.

Clique no botão amarelo, e assista a aula grátis que nossa Teacher Dany Padilla preparou para você! Está fabulástica!!

Um beijo de toda equipe Escola de Estilo

Escrito por Carla Lúcia Braga/Equipe Escola de Estilo

Confira outras matérias

Compartilhe com seus amigos

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo