DESCUBRA QUEM FOI O ESTILISTA YVES SAINT LAURENT

Não creio que exista uma fashionista de respeito na moda, que não conheça ou tenha ouvido falar e muito sobre Yves Saint Laurent, o argelino aprendiz de Christian Dior e dono de um império poderoso. O estilista deixou um legado no mundo fashion. Foram grandes inovações, grandes mudanças nos cortes dos trajes femininos. Depois do trabalho suntuoso de Saint Laurent, a moda feminina nunca mais foi a mesma. Você vai entender ao longo deste, descobrindo quem foi o estilista Yves Saint Laurent

Yves Henri Donat Mathieu-Saint Laurent, foi um estilista europeu nascido 1936 em Oran, na Argélia. Seu pai era o presidente de uma companhia de seguros e seu gosto pela moda foi despertado por sua mãe, que provavelmente adorava moda (imaginando aqui…).

YSL
Yves Saint Laurent ainda bem jovem

Aos 17 anos, um novo mundo se abriu para Saint Laurent, quando sua mãe o levou a Paris para uma reunião que ela havia marcado com Michael de Brunhoff, editor da Vogue francesa ( pouca coisa não!) para que o filho mostrasse ao editor seus croquis. Aqui notamos a importância do olhar no futuro de sua mãe. Um ano depois, Saint Laurent, que impressionou Brunhoff com seus desenhos, mudou-se para Paris e se matriculou no Chambre Syndicale de la Couture ( A escola de Alta Costura de Paris), onde seus projetos rapidamente foram notados.

YSL
Observe os primeiros croquis da carreira de Saint Laurent e observe também a evolução dos traços do primeiro desenho a esquerda, até o da direita (a moça de saia)

Brunhoff (o tal editor da Vogue Francesa), apresentou Saint Laurent ao designer Christian Dior, um gigante do mundo da moda. Que encontro heim? Tudo aconteceu na vida de Saint Laurent muito rápido, com apenas 17 anos ele começou a trabalhar com Dior, que logo foi ganhando elogios por seus designs de roupas.

YSL
Yves Saint Laurent bem  no início de sua carreira na Maison Dior

Após a morte de Christian Dior, Yves Saint Laurent assumiu o comando da grife e apresentou sua coleção “Trapeze”, que quebrou o ranking com as normas de moda da época. A coleção Trapeze (trapézio), rompeu com os vestidos de cintura bem marcada de vespa, que eram característica marcante da grife Dior desde o lançamento da coleção “Carolle”, que apresentava uma revolucionária saia na altura do tornozelo, com bastante volume e cintura bem marcada. Já a coleção Trapeze de Laurent, trouxe o conforto dos vestidos em forma de A, amplos e não menos femininos que os Carolle. Se foi sucesso? TOTAL!! 

YSL
A coleção Trapeze de Laurent, trouxe o conforto dos vestidos em forma de A, amplos e não menos femininos que os Carolle.

Pouco depois de conseguir sucesso, St. Laurent foi convocado para o exército francês, durante a Guerra de Independência da Argélia. Depois de indução para o exército francês em 1960, Saint Laurent sofreu um colapso nervoso e foi substituído na Casa de Dior pelo designer Marc Bohan.

YSL
Yves Saint Laurent junto ao seu parceiro Pierre Bergé com quem viveu não só um amor mais uma grande amizade. Bergé esteve sempre ao lado de Yves, mesmo após a separação deles, agora como grande amigo.

Desse modo, foi em 1961 que Yves Saint Laurent junto com seu parceiro Pierre Bergé, abriram a marca Yves Saint Laurent e rapidamente emergiu como um dos designers mais influentes de Paris. Com a ascensão da cultura pop e um desejo geral de desenhos originais e frescos, o tempo de Saint Laurent não poderia ter sido melhor. Nas duas décadas seguintes, os designs do estilista ficaram no topo do mundo da moda. Modelos e atrizes exibiam em eventos suas criações.

YSL
O famoso vestido de corte A chamado de Mondrian: O vestido inspirado pelo artista francês Mondrian, é uma das peças mais icônicas do estilista. Hoje encontra-se em exposição em seu museu em Paris. Para quem for conhecer a cidade, vale dar uma chegadinha na 5 Avenue Marceau, 75116.

Ele vestiu mulheres de blazers e jaquetas de fumo e introduziu trajes como o casaco de ervilha na passarela. Suas peças de assinatura também incluíam a blusa pura e o macacão. O nome Yves Saint Laurent com toda certeza é sinônimo de inovação e criatividade. 

YSL
A quem devemos essa maravilhosa criação que foi o macacão? A ele mesmo, Laurent!!

Criador do Le Smoking, o smoking totalmente preto, totalmente ajustado, continua sendo o estilo de assinatura que define o impacto da Saint Laurent na moda. Ele trouxe muitas peças teoricamente masculinas, repaginadas para o universo feminino. Viva a ele o macacão, o vestido soltinho trapézio, o smoking elegantíssimo feminino… Ele, assim como Coco Chanel, nos apresentou novas possibilidades para os looks femininos.

YSL
O smoking feminino que consegue unir minimalismo, elegância, luxo, glamour e uma pitada sexy sim, porque não? Ele nos passa poder, domínio feminino!

Durante as décadas de 1960 e 1970, suas empresas expandiram-se para incluir licenças de pronto-a-vestir, acessórios, roupas de cama, fragrância e roupas masculinas, além de o negócio de alta costura. Na década de 1980, a Casa de Yves Saint Laurent tornou-se uma das maiores forças da moda. Saint Laurent foi o primeiro designer a ser homenageado enquanto vivia, com uma exposição individual do Metropolitan Museum of Art em Nova York.

YSL
A exposição individual do Metropolitan Museum of Art em Nova York na década de 80

Yves via as mulheres como musas, e sempre elegia de tempos em tempos uma modelo específica como inspiração. Uma delas, foi Catherine Deneuve, para quem fez um guarda-roupa inteiro para o figurino do filme “A Bela da Tarde”.

YSL
Saint Laurent e a atriz Catherine Deneuve que se tornou sua grande amiga

Entre suas criações mais icônicas, desfiles e apresentações, a genialidade de Yves escondia uma profunda depressão. No documentário “L’Amour Fou” (2010), Pierre Bergé, seu companheiro de décadas, afirmou que o couturier tinha apenas um dia para ser feliz: O dia seguinte em que apresentava suas coleções.

YSL
Laurent era um homem deprimido que só era feliz montando suas coleções

Logo depois, Yves voltava para a obscuridade e só sorria quando uma nova coleção era finalmente encerrada. Yves vivia para moda. Triste né? Para vermos que ninguém está protegido dessa “sombra” chamada depressão, e que não, não é uma doença recente, ela sempre existiu.

O Estilista sempre foi a frente de seu tempo, sempre inovou e ousou em suas campanhas de lançamento, seja de uma nova coleção, de um perfume… Yves gostava de “chocar” a alta sociedade, principalmente! Abaixo, algumas fotos de campanhas bem ousadas para a época em que Saint Laurent viveu.

YSL
Yves Saint laurent nu fotografado em 1971 por Jeanloup Sieff,

 

YSL
Siphie Dahl fotografada por Steven Meisel em 2000 para a campanha do perfume Opium da grife YSL

 

YSL
Campanha de primavera-verão 1999 com Kate Moss fotografada por Mario Sorrent

É possível conhecer mais da história de Saint Laurent através de seu museu em Paris que fica na 5 Avenue Marceau, 75116. E uma de suas lojas está localizada na 53 Avenue Montaigne, 75008, também em Paris.

YSL
Museu Yves Saint Laurent de Paris

Em 2001, Saint Laurent foi homenageado com o título de Comandante da Região de Honra pelo presidente francês. Aposentou-se então em 2002. Foi diagnosticado com um tumor cerebral e faleceu no dia 1 de junho de 2008 aos 71 anos de idade. Seu agora ex-marido e melhor amigo Bergé, estava ao seu lado segurando sua mão e fechando-lhe os olhos no momento final.

Curtiu saber detalhes da vida de Yves Saint Laurent? Nos conte nos comentários o que gostaria de ler aqui. Traremos para VOCÊ com todo carinho!

Assista a Aula Grátis que nossa Teacher Dany Padilla, preparou especialmente para VOCÊ com todo carinho. É só clicar no botão amarelo e absorver toda informação.

Um beijo no seu ❤️ de toda equipe Escola de Estilo

Escrito por Carla Lúcia Braga/Equipe Escola de Estilo

 

Compartilhe com seus amigos

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo