DONNA KARAN – A GRIFE QUE TEM NOVA YORK NO DNA

Donna Karan

Hoje vamos de Donna Karan – A grife que tem Nova York no DNA. A marca Nova-Iorquina possui estilo urbano, sofisticado e acessível, como poucas grifes conseguem desenvolver e explorar. Foi dessa forma que a criação da estilista Donna Karan conquistou toda uma geração de mulheres e homens reais e modernos.

Com grande diversidade de produtos, envolvendo roupas, lingeries, calçados, acessórios e perfumes, a DKNY se tornou um objeto de desejo por muitas pessoas ligadas em moda ao redor de todo o mundo. Em poucos anos a empresária foi capaz de consolidar um verdadeiro império fashion.

Donna Karan

Já conhece a história de como a DKNY surgiu? Vem com a gente conferir essa história de inovação e sucesso.

Acompanhe nossa série de artigos com todos as grifes. Toda quinta-feira publicamos um artigo falando de uma grife, porque a Escola de Estilo faz sempre tudo com muito carinho para VOCÊ!

DONNA KARAN

Donna Karan nasceu em Nova York, em 2 de outubro de 1948, e hoje é uma das mais importantes estilistas do século. O seu interesse por moda talvez tenha vindo de sua família, uma vez que seu pai era dono de um armarinho e sua mãe era modelo e representante de vendas de uma confecção.

Donna Karan

Foi ainda no colégio que Donna teve sua primeira experiência profissional, ao trabalhar com a estilista belga Liz Claiborne. Posteriormente, ela frequentou a Parsons School of Design, de Nova York, de onde saíram nomes de sucesso como Marc Jacobs e Tom Ford.

A jovem ainda estava no seu segundo ano, quando foi contratada para desenhar para Anne Klein, famosa estilista de roupas esportivas para jovens mulheres, e uma visionária na combinação de looks. Na década de 1970, Donna se casou com Mark Karan, de quem herdou o sobrenome que a tornaria famosa.

Donna Karan
Donna Karan com Mark Karan

Após a morte de Anne em 1974, Donna e Louis Dell’Olio se uniram para terminar uma coleção incompleta do ateliê de Klein. Ela trabalhou, no total, 15 anos no local, e foi durante esse tempo que teve o impulso de ter sua própria grife.

Essa vontade surgiu ao perceber sua dificuldade, e a de tantas outras mulheres, para encontrar o que realmente precisava em seu guarda-roupa. Donna sentia falta de peças mais versáteis e práticas.

Junto com seu segundo marido, Donna fundou sua empresa Donna Karan na cidade de Nova York em 1984. Alguns anos depois, surgiu a sua segunda marca, DKNY (iniciais de Donna Karan New York) em 1988.

Donna Karan

Nascida e criada na cidade mais badalada do mundo, a estilista inspirou-se nas mulheres urbanas e dinâmicas locais, com o intuito de atender o público jovem e, especialmente, sua filha Gaby. Ela acertou ao associar sua marca à cidade, lançando peças de vestuário e acessórios mais despojados e acessíveis.

Em 1994, Donna Karan inaugurou sua primeira loja âncora em Londres, e posteriormente em Nova York, em 1999. Enquanto isso, trabalhou para expandir sua linha de produtos, incluindo roupas íntimas masculinas, coleções para casa, relógios, óculos e perfumes, que por sua vez se tornaram um grande sucesso de vendas. A marca tem infinitos perfumes lançados e todos são puro sucesso!

Donna Karan
Donna Karan e sua filha Gaby

A partir dessa época, a marca passou a investir também em garotas-propagandas de grande visibilidade, como a atriz Demi Moore. Ao longo de toda a década de 1990, a DKNY contou com diversos lançamentos importantes.

Em 1992, a marca apresentou seus produtos de beleza, a coleção infantil DKNY Kids e a coleção de roupas masculinas DKNY Men. Em 1999, foram lançados a linha de roupas esportivas DKNY Active e o perfume DKNY Women. No ano seguinte foi a vez da linha de roupas íntimas masculinas DKNY Underware e do perfume DKNY Men.

Donna Karan

Em novembro de 2001, a empresa Donna Karan International (DKI), que atravessava uma fase de prejuízos econômicos, apesar do enorme volume de vendas, foi adquirida pelo conglomerado de marcas de luxo LVMH, que pagou aproximadamente US$ 250 milhões. Com isso, a DONNA KARAN alavancou sua expansão internacional, ingressando em vários novos mercados pelo mundo afora.

Em 2002, o fotógrafo Peter Lindbergh fez as fotos de um livro-catálogo com modelos vestindo a grife em meio aos ícones da cidade, como os táxis amarelos e a estátua da liberdade. A campanha foi um verdadeiro sucesso e impulsionou ainda mais as vendas da marca.

Donna Karan

Nos últimos anos, várias lojas foram inauguradas, especialmente em países do continente asiático, como China, Japão, Índia, Cingapura, e Hong King, e as marcas DONNA KARAN NEW YORK e DKNY licenciadas para outras categorias de produtos.

Hoje em dia a grife simboliza o desejo da mulher cosmopolita que não abre mão de design e qualidade em boas peças e acessórios que valorizem o corpo e a personalidade feminina.

Donna Karan

Em 2008, a DKNY protagonizou uma polêmica junto da Prada. O motivo? Ambas lançaram modelos da sandália do estilo gladiador, e as duas eram idênticas. Na época isso gerou muito burburinho, e muitos acusaram a DKNY de ter plagiado a sandália da Prada. Climão, né?!

Em 2015, a DKNY lançou a linha Delicious Delights, composta por três novos perfumes: Fruity Rooty, Cool Swirl e Dreamsicle. São todos femininos, com aromas trabalhados a partir de notas adocicadas de caramelo e chocolate.

A campanha dessa linha apelou para um viés mais divertido, contando com a garota-propaganda Marloes Horst, que posou ao lado de sorvetes, em alusão à ideia de desejo.

Donna Karan

Sempre marcadas pela feminilidade e ousadia, as fragrâncias DKNY conquistam e envolvem quem tem a oportunidade de conhecê-las. Para compô-las, a modernidade, luxo e sofisticação da metrópole nova-iorquina servem como uma grande fonte de inspiração.

Por todo o apelo instigado pelos seus aromas, os perfumes da grife se tornaram verdadeiros alvos de desejo de consumidoras do mundo todo.

Donna Karan

Um dos pontos fortes, é a produção de acessórios, como bolsas, cintos e carteiras, bem como os sapatos DKNY, visando conforto e a feminilidade. São calçados resistentes e indicados para serem usados em qualquer ocasião.

Donna Karan

O grupo LVMH vendeu a DKNY pro G-III Apparel Group, que também é detentor das marcas Calvin Klein, Tommy Hilfiger, Karl Lagerfeld Paris e Vince Camuto, entre diversas outras.

“Faço roupas que eu, minha família e meus amigos gostariam de usar”. Donna Karan.

O SEGREDO DA PRONÚNCIA

“Dona Quérham”. O segredo da pronúncia correta está no segundo nome, porque, no primeiro, a fala de “Donna” é igual em português.

No “Karan”, é preciso um pouco de carinho para pronunciá-lo: além do “ka” da primeira sílaba ser a tônica e transformar-se em “quÉ”, para falar a segunda sílaba de forma perfeita, é preciso dar uma “enroladinha” na língua: o “ran” parece que ganha um “h” entre o “r” e o “am”, a fim de que saia corretamente: “quérham”.

Donna Karan
Toda a feminilidade dos vestidos alta costura de Donna Karan…

A MARCA NO MUNDO

A DONNA KARAN INTERNATIONAL tem mais de 2.000 funcionários e mais de 150 lojas (90% delas sob a marca DKNY) em diversos países ao redor do mundo. 

Indo contra todas as correntes que defendiam a moda europeia como a única verdadeira e de qualidade, Donna Karan tornou-se a primeira designer norte-americana a quebrar esse paradigma e a exercer real influência na maneira de vestir e até mesmo de agir das mulheres em todo o mundo.

Donna Karan

Em 2010 a grife Lançou o perfume feminino Pure DKNY, que trazia como slogan “Só uma gota de baunilha”, definindo assim perfeitamente a nova fragrância.

Além da leveza do aroma, a marca pensou também em uma embalagem perfeita, fabricada em papel de floresta reciclável, com energia 100% renovável e protegida com material biodegradável. O frasco era simples e em forma de gota d’água, feito em vidro 100% reciclável e com tampa em alumínio puro.

Donna Karen
O perfume feminino Pure DKNY

Em 2014 a grife Lançou a coleção DKNY Ramadan, uma linha de roupa feminina exclusiva para países do Médio Oriente. A linha cumpre os requisitos impostos pelo hijab (código de vestuário) daqueles países e apresenta como principais apostas peças de vestuário feitas de tecidos soltos e ondulantes que cobrem todo o corpo, tal como exige a religião muçulmana. A coleção foi inicialmente lançada no Líbano, Jordânia e Iraque.

Coleção DKNY Ramadan

Assim como Nova York, cidade escolhida por Donna para estar associada diretamente à sua grife, DKNY é fascinante e empolgante. Apesar da simplicidade aparente de suas coleções e do minimalismo das cores – bege, preto, branco, caqui, cinza predominantes – a estilista não negligenciava o desejo das mulheres de serem sedutoras, acima de tudo. Havia sempre uma pitada de sensualidade a cada coleção.

Donna Karan

Donna Karan largou a direção criativa de sua marca em abril de 2015 e hoje quem assina suas coleções é a dupla Dao Yi-Chow e Maxwell Osborne.

Donna Karan
A própria Donna Karan em uma de suas campanhas ousadas e polêmicas

Você sabia disso? Aqui no blog você encontra muitos outros artigos sobre as maiores grifes internacionais, vale a pena conferir! Nós da Equipe Escola de Estilo nos dedicamos em trazer conteúdo atualizado e moderno para os seus dias.

Quer saber mais? Clique no link abaixo e assista GRATUITAMENTE o minicurso que nossa Teacher Dany Padilla preparou para você com todo carinho.👇👇👇

COMO SER SUA PRÓPRIA PERSONAL STYLIST – ONLINE E GRATUITO

Um beijo da equipe Escola de Estilo.

Escrito por Renata Berti/Equipe Escola de Estilo

Edição: Carla Braga/Equipe Escola de estilo

Confira outras matérias

Compartilhe com seus amigos

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo